No local haverá a realização de cursos profissionalizantes, palestras e treinamentos com foco na geração de renda.

A Prefeitura de Descalvado celebrou convênio com o Governo do Estado de São Paulo para instalação de uma nova cozinha no CAIC Dr. Cid Muniz Barreto, localizada no Bairro Morada do Sol, da qual irá proporcionar a realização de cursos, palestras, treinamentos e eventos educativos, focando a geração de renda, o combate ao desperdício e a adequada manipulação dos alimentos.

O convênio é uma parceria da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SEAPA), com a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. A adesão junto ao projeto estadual ‘Cozinhalimento’ foi formalizada pelo vice-prefeito Diego da Global (representando o prefeito Becão) nesta terça-feira (21), em São Paulo.

Por meio da parceria, a Secretaria Estadual fornecerá R$ 60 mil em equipamentos para a instalação de uma nova cozinha junto ao CAIC, que vai oferecer tanto a realização de cursos profissionalizantes de panificação e confeitaria, quanto de culinária. A iniciativa vai possibilitar a implantação de uma cozinha piloto, promovendo o desenvolvimento local com atividades de capacitação para a população de baixa renda, como de panificação, confeitaria e salgados, auxiliando assim na geração de renda.

De acordo com o prefeito Becão, a inclusão do município de Descalvado junto ao programa ‘Cozinhalimento’ é uma excelente oportunidade para a população, que por meio da cozinha industrial, terá a oportunidade de participar de cursos na área de alimentação e, ao mesmo tempo, valorizar os produtores rurais, criando oportunidades, melhorando a formação de mão de obra e gerando emprego e renda.

SOBRE O ‘COZINHALIMENTO’

O Projeto Estadual Cozinhalimento, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, promove a instalação de cozinhas-piloto experimentais nos municípios paulistas.

O programa tem como principais objetivos incrementar a capacitação de agentes multiplicadores das ações de segurança alimentar e nutricionais sustentáveis nas áreas de atendimento; promover a educação e conscientização de práticas alimentares saudáveis e equilibradas; realizar cursos, palestras, treinamentos e eventos educativos visando o combate ao desperdício, à manipulação adequada e à utilização das partes não convencionais dos alimentos; e promover o desenvolvimento local, com cursos e palestras que oferecem conteúdo de capacitação e de geração de renda.