Subscribe Now

* You will receive the latest news and updates on your favorite celebrities!

Trending News

27 jul 2021

Blog Post

Descalvado ocupa a 1ª posição na lista de cidades acima de 7 mil habitantes no ranking estadual de aplicação de vacinas contra a Covid-19
Destaque

Descalvado ocupa a 1ª posição na lista de cidades acima de 7 mil habitantes no ranking estadual de aplicação de vacinas contra a Covid-19 

Dados do Vacinômetro apontam que a cidade aplicou 106,42% das doses recebidas pelo Plano Nacional de Imunização. Para municípios acima de 7 mil habitantes, Descalvado só fica atrás de Botucatu e Serrana, cidades que participam de projetos para medir a eficácia das vacinas de Oxford e do Instituto Butantan.

Nesta sexta-feira, dia 18 de junho, a cidade de Descalvado ocupa a 1ª posição na lista de cidades paulistas acima de 7 mil habitantes, dentro do ranking de aplicação de vacinas contra a Covid-19, por distribuição. Os dados são do site Vacinômetro do governo paulista.

De acordo com os números oficiais – atualizados às 12h14 desta sexta-feira – das 18.065 doses recebidas, a Secretaria de Saúde de Descalvado já havia aplicado 19.225 doses, o que representa 106,42% da quantidade de imunizantes distribuídos para o município. Para cidades acima de 7 mil habitantes, Descalvado só fica atrás de Botucatu e de Serrana, cidades que participam de projetos para medir a eficácia das vacinas de Oxford e do Instituto Butantan, respectivamente.

Ainda segundo os dados oficiais do Vacinômetro, das 19.225 doses aplicadas, 13.878 referem-se à primeira dose, e outras 5.347 representam o total de munícipes que já receberam a segunda dose da vacina. Levando-se em conta o número oficial de habitantes divulgados pelo IBGE, que aponta que em 2020 a cidade de Descalvado contava com 33.910 moradores, cerca de 41% da população já recebeu a primeira dose da vacina, número muito superior à média nacional que é de 28,51%, bem como da média estadual, que é de 32,54%.

AVANÇO DE FAIXAS ETÁRIAS EM DESCALVADO

Descalvado também tem sido destaque em toda a região central do Estado, pelo rápido avanço da campanha de vacinação contra a Covid-19. Nesta semana, os moradores com idade a partir de 49 anos já receberam a primeira dose do imunizante.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o rápido ritmo de vacinação dos descalvadenses está sendo possível graças a utilização de insumos mais eficazes para a aplicação das doses das vacinas, assim como pelo profissionalismo e o empenho de toda a equipe de servidores envolvidos na campanha.

A expectativa é de que, mantendo-se a regularidade de remessas de novas doses, até o final de agosto todos os descalvadenses acima de 18 anos poderão ter recebido pelo menos a primeira dose da vacina, expectativa essa que reflete em uma antecipação de cerca de 15 dias ante o calendário estadual.

CALENDÁRIO ESTADUAL

De acordo com o calendário divulgado pelo governo do Estado, a partir do dia 23 de junho, São Paulo vai vacinar a população com idade entre 43 e 49 anos. No dia 30 de junho última quarta-feira deste mês, começa a imunização dos que têm entre 40 a 42 anos.

No dia 15 de julho, a campanha será estendida para a população de 35 a 39 anos. Depois, no dia 30 de julho, as pessoas com idade entre 30 e 34 anos também poderão ser vacinadas contra a COVID-19. A partir de 16 de agosto, a vacinação se estende para os adultos mais jovens, com idade entre 25 a 29 anos. Por fim, a partir de 1 de setembro, todos os adultos a partir de 18 anos poderão iniciar a imunização contra o coronavírus, com término previsto de aplicação da primeira dose para o dia 15 de setembro.

A ampliação dos públicos-alvo e a projeção do novo calendário se baseiam nas estimativas de entregas do Ministério da Saúde. Com a chegada ao Brasil dos novos imunizantes da Pfizer e da Janssen e mais entregas das vacinas do Butantan e da Fiocruz / Astrazeneca, São Paulo recalculou o cronograma e está intensificando a logística e distribuição dos imunizantes para os 645 municípios.

O ritmo de vacinação poderá ser quatro vezes mais intenso que o verificado na fase inicial da campanha. Para efeito comparativo, a marca de vacinação de 7,5 milhões de pessoas com a primeira dose das vacinas do Butantan ou Fiocruz foi atingida em 29 de abril, 15 semanas após o início da campanha.

Com as novas remessas, será possível vacinar a mesma quantidade de pessoas em cerca de 25% deste tempo – o novo cronograma prevê alcançar estes públicos em 28 dias.

Related posts