Subscribe Now

* You will receive the latest news and updates on your favorite celebrities!

Trending News

03 ago 2021

Blog Post

HISTÓRICO: Descalvadense alcança o índice e vai para Paraolimpíadas de Tóquio
Destaque

HISTÓRICO: Descalvadense alcança o índice e vai para Paraolimpíadas de Tóquio 

O descalvadense José Ronaldo da Silva irá levar o nome de Descalvado para Tóquio nas Paraolimpíadas.

A quinta-feira, 3 de junho de 2021 ficará marcado na história esportiva de São Carlos e Descalvado, momento em que a cidade, pela primeira vez, terá dois nadadores da LCN/Aquário Fitness nas Paralimpíadas de Tóquio, marcadas para agosto. Com direito a recorde das Américas e Brasileiro, sonho e superação.

O feito foi conquistado pelos nadadores José Ronaldo da Silva na classe S1 e Ronystony Cordeiro da Silva, na classe S4. Ambos nos 50m costas. As provas foram realizadas no Centro Paralímpico Brasileiro, em São Paulo, onde estão os melhores nadadores do país em busca de índices para a principal competição mundial durante a seletiva que irá compor a seleção brasileira.

O primeiro a garantir presença em Tóquio foi José Ronaldo da Silva, na classe S1 e com direito a recorde brasileiro e das Américas. Ele cravou 1m26s48 e superou a própria marca (1m27s). O índice estabelecido nesta prova era de 1m40s. Com o tempo estabelecido na seletiva, Ronaldo tem o terceiro melhor tempo do mundo na classe S1.

Depois foi a vez de Ronystony Cordeiro da Silva, na S4. Após uma tentativa frustrada pela manhã de baixar o índice de 47s7, ele atingiu a meta na derradeira prova ocorrida no final da tarde, ao completar a prova em 47s52.

SÓ FALTOU ANDAR”

Realizado, José Ronaldo da Silva disse que não tinha palavras para agradecer pela conquista. “A convocação para a seleção já foi uma emoção muito grande. A alegria foi tanta que só faltou eu sair andando”, brincou.

Na época de pandemia da Covid-19 Ronaldo disse que passou por muitas privações, mas nunca deixou de se dedicar. Para ele, a recompensa veio. “Não tem como mensurar a conquista deste índice. Agradeço a Deus, ao Mitcho, a minha família. Desde 2016, quando aprendi a nadar, enfrentei muitas adversidades, as mais variadas possíveis. Muitas vezes o Mitcho saiu de São Carlos para me acudir. Mas tudo valeu a pena. Hoje (quinta-feira, 3) bati o recorde brasileiro e das Américas. E estarei nas Paraolimpíadas. Resultado de todo o empenho e dedicação. A trajetória foi difícil, mas fez valer a pena”, afirmou.

Informações do Site São Carlos Agora.

Related posts