Subscribe Now

* You will receive the latest news and updates on your favorite celebrities!

Trending News

27 jul 2021

Blog Post

Secretário de Saúde de Descalvado publica pesquisa inédita no país com orientações técnicas que evita o desperdício das doses das vacinas contra a Covid-19
Destaque

Secretário de Saúde de Descalvado publica pesquisa inédita no país com orientações técnicas que evita o desperdício das doses das vacinas contra a Covid-19 

Município de Descalvado tem se destacado pela técnica que permite o aproveitamento de mais de 100% das vacinas recebidas pelo Plano Nacional de Imunização.

Na última sexta-feira (7), o Secretário de Saúde de Descalvado, Wander Bonelli, publicou um estudo técnico que traz, com riqueza de detalhes, como o município localizado no interior paulista vem conseguindo o aproveitamento de mais de 100% das doses enviadas pelo Plano Nacional de Imunização, na campanha de vacinação contra a Covid-19.

De acordo com o documento – que também foi enviado diretamente aos pesquisadores do Instituto Butantan, na capital – por meio da utilização do insumo (seringa) adequado para aspiração (tal qual como vem sendo feito em Descalvado) a técnica permite o desperdício zero do imunizante, através do espaço residual das seringas. Uma ação vantajosa diante do cenário da pandemia do novo coronavírus.

A administração parenteral das vacinas é realizada através de seringas, agulhas e soluções para obtenção de efeito terapêutico, tendo como vantagem a rapidez da ação e eficiência na dosagem. A escolha de qual seringa utilizar deve levar em consideração a via de administração e o volume a ser administrado. O espaço residual das seringas é informado pelos seus fabricantes, estando especificados nas normas brasileiras (NBR) tendo que atender para cada tipo e tamanho da seringa.

Na nota técnica publicada, há uma observação acerca do descontentamento em vários estados do país, relatando que as doses contidas nos frascos de vacina da Covid-19 foram reduzidas e que, em sua grande maioria utilizava-se apenas nove doses do imunizante, sendo notificado como suspeita de queixa técnica por dose volume menor que o declarado no rótulo das vacinas.

No município de Descalvado, através do corpo Técnico de Enfermeiros e Farmacêutico, e baseados nos resultados com informações seguras e evidenciadas, chegou-se a conclusão de que o problema não se referia à precisão da dose que o paciente receberia, mas, o desperdício acumulado em cada bico da seringa utilizada descrito como “espaço residual”.

Trata-se de um espaço localizado no bico da seringa, onde ocorre a junção com a agulha. Esse espaço comporta uma quantidade do imunizante que não será aplicada, porém não apresentará prejuízo a dose aplicada desta forma o paciente não receberá dose a menor. Na prática, o que acontece é que seringas com tamanhos diferentes terão espaço residual maior ou menor.

O Espaço residual na seringa de 1 ML ou 3 ML retém de 4 a 10 UI, gerando desperdício de uma a duas doses por frasco do imunizante COVID-19. O grupo técnico do município planejou a possibilidade de adquirir uma seringa ideal para utilização da imunização da contra a Covid-19 com material encontrado no mercado, com descritivo capaz de atender nossas necessidades, avalizando eficiência na administração do imunizante e eficácia na utilização do imunobiológico garantindo utilizar do conteúdo do frasco com mínima perda residual inferior a 0,04 (Ml).

Os descritivos utilizados para as compras dos insumos foram:

– Seringa Descartável de 3 ml bico central tipo LUER LOCK, resíduo zero, cristal, graduada e legível.

– Seringa Descartável de 1 ml bico central, resíduo zero, cristal, graduada e legível.

Considerando que no frasco da vacina CORONAVAC – BUTANTAN contém 5,7 ml do imunizante, garantiu-se aproveitamento de 11 doses da vacina e, no frasco da vacina ASTRAZENECA DE OXFORD contém 3 ml do imunizante garantiu-se assim 6 doses da vacina por frasco. Justificando assim o motivo pelo qual o município de Descalvado vem despontando com quantitativo superior a 100% (cem por cento) de doses aplicadas comparando-se com o quantitativo de doses recebidas.

Com a conclusão dos estudos, ficou comprovado que o município de Descalvado, por meio da utilização de seringas adequadas e adquiridas com recursos próprios da Prefeitura Municipal, potencializou o número de aplicações de doses, com resultados que superam 10%  do conteúdo dos frascos recebidos pelo Plano Nacional de Imunização, não apresentando perda do imunizante.

Quanto aos insumos recebidos para a campanha de vacinação da COVID 19, foram utilizados nos diversos equipamentos de saúde do município (USFs e Pronto Atendimento Médico), sem causar a perda do material, pois todos apresentam o registro na ANVISA e estão compatíveis com demais procedimentos injetáveis.

De modo a comprovar a eficácia da ação desenvolvida por meio do estudo, até nesta terça-feira, dia 11 de maio, o município de Descalvado havia recebido um total de 11.985 doses, sendo 12.239 aplicadas até a presente data, assegurando ainda um estoque de aproximadamente 700 doses.

“O resultado conquistado comprova que o trabalho em equipe é considerado um instrumento indispensável na atuação dos profissionais de saúde e é o meio mais adequado para que se possam ter os resultados esperados, com planejamentos imprescindíveis para conseguir o objetivo desejado”, disse o secretário Wander Bonelli.

Related posts