A Secretaria de Saúde continua com a campanha de vacinação contra a gripe até o dia 9 de julho. Após o “Dia D” de vacinação, realizado no último sábado (17), a Secretaria mantém o esquema de vacinação para o público alvo nesta primeira etapa, que são os trabalhadores de saúde, as crianças com idade entre 6 meses e 6 anos, as gestantes e as puérperas (até 40 dias após o parto).

Após a realização do “Dia D”, a campanha prossegue na Sala de Vacinação do Centro de Saúde Dr. Vital Brasil, no centro da cidade, sendo que o período da manhã estará sendo priorizado para a imunização das crianças, e os adultos devem procurar pela vacina no período da tarde, de segunda a sexta-feira.

A vacinação contra a influenza permitirá, ao longo de 2021, prevenir o surgimento de complicações decorrentes da doença, óbitos e suas consequências sobre os serviços de saúde, além de minimizar a carga da doença, reduzindo os sintomas que podem ser confundidos com os da covid-19. As ações de imunizações continuam a ser extremamente importantes para a proteção contra a influenza e devem ser mantidas apesar de todos os desafios frente à circulação contínua ou recorrente do novo coronavirus.

A segunda etapa da campanha de vacinação contra a gripe está prevista para iniciar no dia 11 de maio, e será voltada ao idosos acima de 60 anos e aos professores. Na terceira fase, com início previsto para 9 de junho, serão priorizadas as pessoas com comorbidades, portadoras de deficiência, caminhoneiros, trabalhadores do transporte coletivo e portuários, profissionais das forças de segurança, armadas e de salvamento, funcionários do sistema prisional e a população provada de liberdade e adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas.

O objetivo da campanha de vacinação contra a gripe (influenza) é o de reduzir as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza, na população alvo para a vacinação. A meta é vacinar, pelo menos, 90% de cada um dos grupos prioritários.