Com investimento de quase R$ 390 mil, foi instalada usina solar fotovoltaica e realizada a troca de lâmpadas comuns por tecnologia LED; economia será de R$ 58 mil anuais

A Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Descalvado foi contemplada pelo projeto de Eficiência Energética do programa CPFL nos Hospitais, que visa a economia no consumo de energia e a redução no valor das contas. Com investimentos de quase R$ 390 mil, a CPFL Paulista concluiu a instalação de uma usina solar fotovoltaica e a substituição de lâmpadas comuns por tecnologia LED, mais econômicas e duradouras.

O programa está sendo executado para beneficiar o hospital no mais breve intervalo de tempo, considerando o contexto da pandemia e utilizando todos os protocolos de segurança recomendados pelos órgãos de Saúde Pública”, explicou Felipe Henrique Zaia, gerente de Eficiência Energética da CPFL.

Inserido no Programa CPFL nos Hospitais, o projeto impacta positivamente na comunidade local e de cidades próximas. Em Descalvado, o investimento vai proporcionar uma redução de cerca de 294 MWh ao ano – consumo equivalente ao de 125 residências por mês – graças à usina solar fotovoltaica de 102 kWp de potência e a troca de 418 lâmpadas comuns por tecnologia LED. Em dinheiro, esse valor chega a aproximadamente R$ 58 mil anuais economizados. A obra ainda evitará a emissão de 22 toneladas de CO2 na atmosfera – o mesmo que o plantio de 134 novas árvores.

Segundo a sua assessoria, desde outubro de 2019, a CPFL Energia atua em prol da melhoria na saúde pública em toda a sua área de atuação por meio do Programa CPFL nos Hospitais. As iniciativas fazem parte do Programa de Eficiência Energética da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e ajudam instituições públicas e filantrópicas a reduzirem suas contas de energia.

O Programa CPFL nos Hospitais vem destinando recursos para a realização de projetos desde 2019. “Assim como esses hospitais, estão aptos a participar da ação as instituições públicas e filantrópicas de saúde situadas nas cidades das áreas de concessão das nossas distribuidoras”, complementa Zaia.

A Santa Casa de Descalvado, embora entidade filantrópica, pertence ao Sistema Único de Saúde (SUS) e representa a única opção de atendimento médico para grande parte da população local. O projeto de eficiência energética vai promover sustentabilidade financeira à instituição, além de orientar para o consumo consciente de energia e a substituição de equipamentos obsoletos por mais eficientes. Para a atual gestão da Santa Casa, o projeto é de extrema importância e em muito contribuirá com o bom atendimento da população. “A implantação da usina de energia vai gerar grande economia para a Santa Casa, que por sua vez, poderá destinar os recursos economizados para cuidar dos seus pacientes e dos seus servidores”, destacaram Sidnei Pizza e Michelle Líbero, respectivamente o Provedor da Santa Casa e a Administradora Hospitalar.