O vereador Ismael Franceschini (MDB), vice-presidente da Câmara Municipal, defende a concessão imediata de licença prêmio aos servidores que acometidos por doença grave desde que com comprovação por laudo pericial.

Ismael sugere também que as faltas para o tratamento da doença, justificadas com atestado médico, não sejam computadas para efeito da aquisição do benefício.

Sugiro, ainda, que aliberação dos pagamentos siga a ordem de prioridade para funcionários que tenham familiares de primeiro grau portadores de moléstia grave comprovada e, depois, por idade”, frisa.

Sabe-se que a Prefeitura possui servidores com moléstia grave comprovada. Esses funcionários precisam realizar tratamentos médicos periódicos, tendo que faltar do trabalho por diversas vezes”.

Ismael destaca ainda que “o benefício da licença prêmio é direito do servidor público municipal, porém, as faltas atrasam sua concessão”.

Dispensa

O vereador indica ao Executivo que conceda um dia de dispensa às servidoras públicas municipais, na semana do aniversário, para que possam cuidar da saúde.

Muitas mulheres têm jornada dupla ou tripla de trabalho, precisam cuidar da família e filhos, por isso, acabam deixando de cuidar de si mesmas, como por exemplo fazer os exames periódicos de saúde”, observa.

A medida tem por objetivo oferecer a essas mulheres a oportunidade de estarem aptas física e emocionalmente para o trabalho e, também, como forma de reconhecimento pelos relevantes serviços que prestam à comunidade descalvadense”, conclui.