Subscribe Now

* You will receive the latest news and updates on your favorite celebrities!

Trending News

02 ago 2021

Blog Post

Secretaria de Saúde de Descalvado se organiza para campanha de vacinação contra a Covid
Destaque

Secretaria de Saúde de Descalvado se organiza para campanha de vacinação contra a Covid 

Na manhã do último dia 8 de janeiro, o prefeito Becão e o Secretário de Saúde Wander Bonelli, realizaram uma reunião virtual com os membros da Comissão Municipal de Saúde, de representantes de outros setores da Prefeitura de Descalvado, do Poder Legislativo, e da Polícia Militar, para debater o plano de vacinação contra a Covid 19ª, anunciado pelo governo do estado de São Paulo para iniciar no próximo dia 25 de janeiro.

A reunião aconteceu no Anfiteatro Municipal, com transmissão ao vivo pelo Google Meet a todos os conselheiros municipais. De acordo com o prefeito, a equipe da secretaria de saúde vem se preparando para o plano de imunização, de forma a garantir o início da vacinação tão logo o município comece a receber as vacinas do governo estadual. “Estivemos reunidos junto com as equipes de saúde que irão atuar diretamente no plano de vacinação contra o novo coronavírus em Descalvado. O grupo vem trabalhando para que a secretaria realize a atividade de forma eficiente e dentro dos padrões elencados pelo Plano Estadual de Imunização, elaborado pelo governo do Estado. Assim que o município começar a receber as doses da vacina, a estrutura logística já deverá estar pronta, bem como estarão preparadas todas as equipes responsáveis pela imunização”, disse o prefeito Becão.

Conforme explicou o secretário de saúde, a Secretaria Estadual de Saúde e o Instituto Butantan ainda não informaram sobre as possíveis datas para a chegada do material. “A Secretaria já está organizada e entre as prioridades está a imunização total do grupo de pessos inclusos na primeira etapa da vacinação”, explicou Bonelli.

De acordo com o Plano Estadual de Imunização, a primeira etapa de vacinação vai priorizar profissionais da saúde, pessoas com 60 anos ou mais e grupos indígenas e quilombolas. A expectativa do Estado é que 9 milhões de pessoas sejam imunizadas na primeira etapa, com a aplicação de 18 milhões de doses, até o dia 28 de março.

Toda a estrutura do setor de saúde estará mobilizada e voltada à vacinação a partir da chegada da vacina. “Esperamos que a execução do trabalho ocorra dentro da normalidade, conforme a chegada das doses da vacina no município. O papel da imprensa será fundamental para que a comunidade receba as informações sobre a programação que teremos daqui para frente”, disse o prefeito.

O secretário de saúde também informou que todas as unidades do município já estão preparadas para o recebimento da vacina, e que a secretaria também já havia se programado quanto a aquisição de todos os insumos necessários, como por exemplo seringas e agulhas.

DISTRIBUIÇÃO DA VACINA

O governo estadual detalhou a logística da primeira fase do Plano Estadual de Imunização. Haverá uma ampliação dos atuais 5.200 postos de vacinação para até 10 mil (incluindo utilização de escolas, sistemas drive-thru, entre outros), com atuação de pelo menos 52 mil profissionais de saúde, das 8h às 22h, de segunda a sexta. Os locais também irão funcionar em finais de semana e feriados, das 8h às 18h.

O plano prevê a distribuição direta e semanal de vacinas para os 200 municípios mais populosos e a entrega em 25 centros de distribuição regional para a retirada dos demais 445 municípios.

A previsão é distribuir até 2 milhões de doses da vacina por semana, com o uso de caminhões refrigerados. A operação contará com o apoio de 25 mil policiais para escolta e segurança nos centros de distribuição. 75 milhões de seringas e agulhas também já estão disponíveis, segundo o governo.

COMO FUNCIONA A VACINA

O Instituto Butantan e o Governo de São Paulo informam que a vacina contra o coronavírus obteve 50,38% de eficácia global no estudo clínico desenvolvido no Brasil, além de proteção de 78% em casos leves e 100% contra casos moderados e graves da COVID-19. Todos os índices são superiores ao patamar de 50% exigido pela OMS (Organização Mundial de Saúde).

A CoronaVac é produzida com vírus inativados do novo coronavírus (Sars-CoV-2) para inoculação em humanos. Com a aplicação de duas doses, o sistema imunológico passaria a produzir anticorpos contra o agente causador da COVID-19.

Related posts