Subscribe Now

* You will receive the latest news and updates on your favorite celebrities!

Trending News

02 ago 2021

Blog Post

Vaguinho quer energia solar em prédios públicos
Câmara Municipal

Vaguinho quer energia solar em prédios públicos 

O vereador Vagner Basto (Republicanos) sugere à Prefeitura a instalação de estrutura de captação de energia solar nos prédios públicos que registram maior consumo. A ideia é economizar recursos públicos e reduzir o impacto ambiental a partir da produção de energia limpa e sustentável.

De acordo com ele, “as tarifas de energia elétrica possuem valor elevado e é preciso buscar opções que tragam economia; a tecnologia fotovoltaica converte diretamente os raios solares em eletricidade e mostra-se como grande tendência no mundo todo”, explica.

“Este sistema consiste, basicamente, na instalação de painéis, que reagem com a luz do sol e produzem energia elétrica. Esta energia é utilizada para o funcionamento do imóvel e o excedente volta para a rede da distribuidora, gerando créditos”.

Economia

Desta forma, prossegue, “é capaz de trazer economia para o bolso e reduzir o impacto ambiental, por ser renovável e sustentável. E, embora o investimento inicial para a instalação seja relativamente alto, o retorno costuma acontecer em poucos anos”.

O parlamentar destaca ainda que, além da economia, a energia solar reduz a poluição e as taxas de carbono, apresenta baixa necessidade de manutenção, é infinita, e valoriza o imóvel, dentre outras vantagens.

Mais Recursos Contra a Pandemia

Vaguinho indica à Prefeitura a venda dos vidros alocados na Horta Municipal e o aproveitamento dos recursos levantados para a compra de materiais a serem usados no combate à covid-19.

Segundo ele, estima-se que haja aproximadamente três toneladas de vidros no espaço da Horta Municipal. “O vidro pode ser reciclado e reaproveitado. Existem empresas que compram o vidro e podem ter interesse nesta grande quantidade existente na Horta Municipal, a qual nem é lugar adequado para o armazenamento”.

O vereador observa ainda que “nossa cidade enfrenta um crescimento expressivo de casos de covid-19 e a cada dia surgem novos desafios à Administração Pública no sentido de combater a proliferação do vírus e proteger a população”.

Bocas de Lobo

Vaguinho sugere estudos visando à mudança da forma de fechamento das bocas de lobo, tendo em vista que o mecanismo adotado atualmente é passível de entupimento e aglomeração de lixo. “Se estiverem entupidas ou tomadas pelo lixo não cumprem sua função, sem citar que mesmo no período de seca este acúmulo gera incômodo a quem mora no entorno”, conclui.

Related posts